Considerações sobre a hotelaria e o turismo pós pandemia da COVID-19

Introdução

O objetivo deste vídeo foi iniciar uma discussão acerca dos rumos do setor de hotelaria e turismo no período pós pandemia da COVID-19 sob o prisma do mercado e dos dados das crises anteriores.

Todos os gráficos e dados estatísticos apresentados foram extraídos de estudos da Organização Mundial do Turismo da ONU e de um estudo da Fundação Getúlio Vargas sobre o Impacto Econômico da Covid-19 no Turismo do Brasil publicada em Abril de 2020.

Abordagem

Até que uma vacina viável chegue à toda população, as empresas de hotelaria e o turismo terão que se adaptar à regras objetivas e subjetivas se quiserem continuar nos negócios.

Enquanto que governo federal, estados e municípios por meio das autoridades de saúde, estabelecem regras de isolamento, distanciamento social e restrição de locomoção, os turistas e viajantes também criarão seu próprio rol de regras subjetivas na consideração de destinos e aparelhos turísticos.

A escolha de um destino levará em consideração a logística para chegar e sair do local, as condições do sistema de saúde e até a infraestrutura em caso de emergência.

Hotéis, pousadas e outros meios de hospedagem também terão que passar por critérios subjetivos de escolha. Os clientes levarão em conta:

  • Transparência dos Protocolos de Limpeza de UHs, banheiros, infraestrutura de lazer, cozinha e utensílios
  • Natureza, meio ambiente e a densidade de hóspedes do local
  • Se o local é aberto e arejado
  • A estrutura para refeições no quarto
  • Existência de recreação auto-guiada e kits para entretenimento das crianças, dicas

Além disso, um ponto que pesará na escolha do hóspede é o Plano de Ação do Meio de Hospedagem em caso de início de sintomas por Covid-19.

Download do Material do Vídeo

Deixamos o material do vídeo disponível para download. Para ter acesso preencha seus dados que o link para Download será enviado ao seu email.

Preencha o formulário para receber o PDF